Passo a passo de como calibrar impressora 3D

como calibrar impressora

Para que você não perca tempo e nem resina ao imprimir alguma peça, é essencial saber como calibrar impressora 3D.

Isso porque a calibração é fundamental para que esses equipamentos funcionem corretamente, logo, essa ação é necessária para usá-los com precisão.

E mesmo que diversos fabricantes aceitem a calibração automática hoje em dia, saber como ela funciona na prática é ideal para que todos os usuários entendam mais sobre a impressão 3D.

Então, para ajudar você a evitar qualquer falha ou erro em suas impressões,  preparamos esse artigo completo explicando como calibrar impressora 3D.

A boa notícia é que geralmente você só precisará mexer nas configurações para ajustá-las.

Bora aprender?

Importância da calibragem da impressora 3D: entenda

Importância da calibragem da impressora 3D: entenda

Calibrar a impressora 3D é importante para verificar a precisão deste aparelho.

Embora essas impressoras sejam consideradas máquinas complexas, já adiantamos que o processo de calibração é uma tarefa simples e rápida de ser feita.

A indicação é que você separe pelo menos meia hora do seu dia  para conseguir identificar quais os problemas que o seu aparelho está apresentando e como calibrar a impressora 3D.

Outro ponto importante para ficar em alerta é que o processo de como calibrar a impressora 3D exige que você faça vários cálculos para conseguir os melhores resultados.

Portanto, para quem não gosta muito de lidar tanto com números, esse processo pode ser um pouco mais complicado.

Mas nada de desistir!

Lembre-se que a calibração é fundamental para garantir que as impressões serão entregues com qualidade e as suas criações ficarão exatamente da maneira que você espera.

Como calibrar os parâmetros de impressão: passo a passo

Para calibrar os parâmetros de impressão você deve observar a intensidade de luz requerida, a distância correta entre o bico e o cama e preparar a superfície de impressão.

Abaixo, explicamos em mais detalhes como fazer tudo isso na prática.

– Observar a intensidade de luz requerida

A intensidade de luz requerida deve ser observada porque algumas impressoras 3D, como as LEDs, tem uma baixa intensidade de luz, geralmente menor que 60W,  enquanto outros modelos, como as com fonte laser,  costumam ter a potência maior de 200W.

Neste cenário, para ter uma impressão de sucesso, é fundamental uma dose correta de energia.

O cálculo dessa dose pode ser feito através da combinação dos parâmetros de potência e de tempo.

Isso significa que impressoras com menos potência exigem mais tempo e impressoras com mais potência exigem menos tempo.

– Distância correta entre o bico e a cama

Medir a distância entre o bico e a base com um fólio é muito importante quando falamos sobre como calibrar impressora 3D.

Neste sentido, assim que você passar o fólio entre o bico e a base, é preciso escovar levemente.

De maneira geral, a distância ideal precisa ser de aproximadamente 0.15 mm.

Mas alertamos que essa é uma medida aproximada e que é possível contar com o tamanho da folha na hora de nivelar o cama de impressão.

No mais, tenha em mente que se a altura da primeira camada tiver 0.2mm, o mais adequado é que a distância entre o bico e a base seja de 0.1 – 0.2 mm.

– Prepare a superfície de impressão

Existem alguns pontos que você precisa considerar antes de começar a imprimir ou nivelar a sua impressora, como:

  • realizar a limpeza da cama quente com um limpador, como printaclean;
  • fazer a higienização do bocal, tendo em mente que quando nivelamos, é preciso fazer uma distância entre o bico e a base quente, de 0.1-0.2 mm, pois os restos de filamento do equipamento no bocal podem passar medidas erradas;
  • fazer o nivelamento da cama quente com temperaturas de impressão, pois na hora de imprimir, tanto o bico quanto o cama quente estarão em temperaturas altas, algo que pode expandir metais, afinal, o calor dilata os materiais;
  • fazer o pré-aquecimento do PETG, caso você queira imprimir filamento de PETG;
  • verificar as temperaturas do PLA, caso você queira imprimir filamento PLA.
Problemas que podem ocorrer por falta de calibragem: entenda

Problemas que podem ocorrer por falta de calibragem: entenda

Aprender a como calibrar impressora 3D é importante para evitar alguns problemas que podem surgir no seu aparelho por falta dessa ação.

Destacamos que os principais problemas que podem ser observados dizem respeito à dose de luz excessiva e a dose de luz insuficiente. 

Na sequência, entramos em mais detalhes sobre esses problemas. Confira! 

– Dose de luz excessiva

Quando o problema da impressora 3D é na dose de luz excessiva, alguns erros acontecem, como:

  • os itens ficam maiores do que foram previstos no arquivo digital;
  • algumas camadas podem formar “lascas” para fora do objeto;
  • objetos que tem detalhes mais finos não tem esses detalhes aparentes;
  • ocorre um fenômeno chamado “fusão dos suportes”.

– Dose de luz insuficiente

Quando o problema da impressora 3D é na dose de luz insuficiente, alguns erros acontecem, como:

  • os itens ficam menores do que foram previstos no arquivo digital;
  • os itens ficam extremamente frágeis e podem até mesmo quebrar no momento da remoção da plataforma;
  • o material do objeto fica aderido na plataforma ou no fundo do tanque de resina;
  • existem falhas parciais ou totais na impressão do objeto;
  • algumas trincas e rachaduras aparecem na superfície do objeto impresso depois do processo de impressão e pós-cura.

Tendo em mente esses problemas de dose de luz excessiva e de dose de luz insuficiente, fica mais claro entender a importância de aprender a como calibrar impressora 3D.

Sintomas de baixo nivelamento da base: como proceder

Sintomas de baixo nivelamento da base: como proceder

Um dos principais sintomas de baixo nivelamento da base é quando, logo na primeira camada de impressão, apresenta-se bicos ou atolamento de bicos.

Outros sintomas que podem aparecer e que indicam uma má calibração são:

  • a primeira camada de impressão é pouco visível ou muito fina, algo que indica que a altura Z  está baixa e por isso cria-se um espaço entre o bico e a base muito pequena;
  • a base de impressão raspar no bico, algo que alerta que o bico  está muito perto da base;
  • o filamento sai como espaguete, indicando que o bico está muito separado da cama quente e que é preciso nivelar a cama para que fique mais perto do bocal;
  • o filamento não adere à superfície, indicando que o bico está muito longe da base.

Conclusão

Como você viu ao longo deste artigo, aprender a como calibrar impressora 3D é  fundamental para verificar a precisão desta máquina.

Além do mais, a calibração correta é o que garante que os seus objetos serão impressos exatamente da maneira que você planejou.

Portanto, sempre que tiver dúvida de como calibrar impressora 3D, retorne a esse artigo e siga os passos que apresentamos aqui! 

One Response

  1. […] Leia também: Passo a passo de como calibrar impressora 3D […]

Comments are closed.