EPI para trabalhar com resina: quais são e importância de cada um

epi para trabalhar com resina

O uso de EPI para trabalhar com resina é imprescindível. Isso porque o material pode ser nocivo à saúde humana, tanto pelo contato direto, quanto pela inalação.

Por esse motivo, os Equipamentos de Proteção Individual são fundamentais para garantir segurança e saúde para quem está manipulando a resina.

Vale ressaltar que utilizar protetores é importante nos mais diferentes tipos de uso das resinas, seja na produção de indústrias de plástico, na produção artesanal ou na produção em impressão 3D.

Neste artigo, vamos te explicar o que são os EPIs, para que servem, bem como a importância do uso ao trabalhar com resina, sobretudo, para impressões 3D.

Portanto, acompanhe o artigo e tenha uma boa leitura!

O que são EPIs? Entenda a importância

Os EPIs são Equipamentos de Proteção Individual utilizados para garantir a proteção de trabalhadores contra agentes de risco ocupacional.

Os EPIs são bastante abordados dentro da segurança e saúde do trabalho, pois são fundamentais para que os funcionários não corram maiores riscos.

Esse tipo de proteção é assegurado por leis e regulamentações federais, como no artigo 162 da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), que garante que as empresas devem manter serviços de segurança e saúde ocupacional de acordo com as Normas Regulamentadoras (NRs).

A Norma Regulamentadora que trata sobre Equipamentos de Proteção Individual gerais, ou seja, sem determinar um setor ou atividade econômica específica, é a NR-6.

A NR-6 estabelece os “requisitos para aprovação, comercialização, fornecimento e utilização de Equipamentos de Proteção Individual”.

Todo o texto da norma serve para empregadores, trabalhadores, fabricantes e importadores de equipamentos de proteção.

De acordo com a mesma norma, os EPIs são divididos em 9 tipos, que são:

  • proteção da cabeça: capacete, capuz, balaclava;
  • proteção dos olhos e rosto: óculos, protetor facial, máscara de solda;
  • proteção auditiva: protetor auditivo circum-auricular, de inserção, ou semi-auricular;
  • proteção respiratória: respirador purificador de ar, de adução de ar, ou de fuga;
  • proteção do tronco: vestimentas, colete à prova de balas;
  • proteção dos membros superiores: luvas, produtos protetores, manga, braçadeira, dedeira; 
  • proteção dos membros inferiores: calçado, meia, perneira, calça; 
  • proteção do corpo: macacão, vestimentas;
  • proteção contra quedas: cinturão de segurança com trava-queda, cinturão de segurança com talabarte.

Os EPIs se mostram importantes justamente para garantir a integridade física e segurança dos trabalhadores.

O Observatório de Segurança e Saúde no Trabalho apontou que, de 2012 a 2020, 21.467 operários foram a óbito por causa de acidentes de trabalho no Brasil.

A mesma pesquisa relatou que mais de 100 milhões de reais foram gastos com a previdência de funcionários que sofreram acidentes ocupacionais.

Além disso, é importante garantir o uso de EPIs para que a empresa cumpra com a legislação brasileira, que obriga o seu financiamento.

EPI para trabalhar com resina: por que usar?

EPI para trabalhar com resina: por que usar?

Como já explicado anteriormente, os Equipamentos de Proteção Individual são importantes para evitar que agentes perigosos façam mal à saúde de quem os manipula.

No caso das resinas, os EPIs também são importantes. As resinas são produtos químicos tóxicos que podem apresentar alguns riscos para a saúde de quem as usa.

Sendo assim, é importante que para trabalhar com resinas de impressão 3D, os responsáveis pela produção e cura utilizem EPIs diversos, como luvas, máscaras e óculos.

As resinas não são produtos que causam problemas altamente graves de saúde, mas de todo modo, o contato direto delas com o usuário não é recomendado.

Quais EPIs para trabalhar com resina?

Veja abaixo quais são os principais EPIs para trabalhar com resina:

Máscara

As máscaras são equipamentos de proteção individual bastante importantes. Elas são utilizadas para impedir a inalação de gases, vapores e névoas tóxicas.

No entanto, o tipo que deve ser utilizado depende de diversos fatores. 

Basicamente, existem máscaras mais simples, como as descartáveis, e máscaras mais robustas, como aquelas que contém respiradores e filtros altamente reforçados.

Luvas

As luvas são EPIs para trabalhar com resina obrigatórios, logo que o produto costuma gerar irritações e alergias ao tocar diretamente na pele.

Por isso, utilize boas luvas, adequadas para o uso e aprovadas pelos órgãos reguladores nacionais.

Óculos de proteção

Os óculos de proteção são EPis também fundamentais na manipulação de resinas para impressão 3D.

Esse equipamento, além de proteger contra possíveis respingos da resina no olho, também podem ser utilizados para resguardar a visão contra os raios ultravioleta, utilizados na cura dos protótipos em resina.

Para isso, opte então por um óculos de proteção ultravioleta (UV).

Sapatos fechados

Os sapatos também são relevantes para trabalhar com resina, pois respingos podem ocorrer nos pés, e eles precisam estar protegidos.

Qual o melhor tipo de máscara para trabalhar com resina? Conheça

Confira os melhores tipos de máscara para trabalhar com resina:

Máscara com respirador

As máscaras com respirador são aquelas citadas pelo Programa de Proteção Respiratória (PPR), do Ministério do Trabalho e Previdência.

Existem, basicamente 4 tipos de máscaras com respirador, que são:

  • respirador facial: é um modelo que protege toda a face do colaborador, e conta com um filtro respirador;
  • respirador semi facial: é o modelo que foca em proteger apenas a boca e o nariz;
  • respirador ¼ facial: é um modelo semelhante ao semi facial, mas que nem sempre conta com filtros instalados, sendo assim necessário comprar e inserir à parte. 
  • respirador sem manutenção: é o tipo que deve ser destacado depois do uso.

O respirador semi facial, sem manutenção e principalmente ¼ facial são recomendados.

Vale ressaltar que o respirador precisa contar com um filtro próprio para o trabalho com resina, que é o filtro químico, ou o filtro combinado, que conta com proteção química e mecânica.

Máscara descartável

As máscaras descartáveis tradicionais, como a cirúrgica ou a convencional, de materiais como o polipropileno, não são consideradas EPIs pela Norma Regulamentadora 6.

Por outro lado, existem materiais descartáveis citados pela NR-6, como as peças semifaciais filtrantes para partículas (PFF).

Estes modelos servem para proteger as vias respiratórias contra poeiras, névoas, fumos e radionuclídeos.

Não se trata do tipo mais recomendado para a manipulação de resinas, mas ainda pode ser funcional caso o ambiente seja arejado e o produto utilizado seja de alta qualidade, o menos tóxico possível.

Qual luva usar para mexer com resina?

Qual luva usar para mexer com resina?

A luva utilizada para mexer com resina é formada de borrachas, como de nitrilo ou poliuretano.

Contudo, além disso ela precisa ser considerada adequada para manipulação de agentes quimicamente agressivos.

As luvas cirúrgicas convencionais, feitas geralmente de látex, não são recomendadas para trabalhar com resina.

Outros cuidados e materiais importantes para a segurança

Para garantir a segurança na impressão 3D de resinas, além de se preocupar com os EPIs aqui abordados, também é preciso se atentar a outras medidas de segurança.

A impressora 3D deve estar conectada em uma fonte de voltagem compatível. O uso de extensões e adaptadores não é recomendado. Utilize o no-break, importante para proteger a máquina em casos de queda de energia.

O ambiente precisa ter passagem de ar, pois o odor da resina pode ser intenso.

Manipule a resina com os materiais adequados, ou seja, com becker para mistura, espátula misturadora e outros itens específicos para este uso.

Por fim, a escolha da resina é fundamental para garantir a integridade física e a segurança dos responsáveis pela impressão.

Existem resinas que são altamente tóxicas, e exigirão mais cuidados especiais, tanto em termos de EPI, quanto de ambiente.

As resinas da Monile.io são formuladas com propriedades especiais.

Você pode encontrar resinas de fonte renovável, resinas de engenharia/impacto, resinas de impressão rápida, resinas para odontologia e ainda pode solicitar uma formulação especial, de acordo com a sua necessidade.

Todas as resinas da Monile.io produzem pouco odor e recebem um tratamento para apresentarem menor toxicidade possível. Cabe ressaltar que, como qualquer resina, mesmo para estes modelos especiais, o uso de EPIs é indispensável.

Conclusão

Os EPIs para trabalhar com resina são fundamentais para garantir a segurança e saúde de quem administra a impressão 3D. 

Por isso, este artigo buscou esclarecer os principais Equipamentos de Proteção Individual utilizados na manipulação de resinas.

De toda forma, é importante buscar mais informações em regulamentações brasileiras, como a NR-6.

Leia também: “Problemas com impressão 3D: saiba quais são e como evitá-los”

Acompanhe o nosso blog para ler mais conteúdos relevantes sobre impressão 3D com resinas UV!