Resinas para impressão 3D: como escolher o melhor material

resinas para impressão 3D

As resinas para impressão 3D fazem parte de um dos métodos mais utilizados no ramo, pois possibilita a produção de peças bastante precisa.

Todas as tecnologias de impressão 3D são capazes de criar objetos sólidos, por camadas, a partir de modelos em 3D.

As tecnologias 3D que se utilizam da resina, são chamadas de estereolitografia (SLA) e processamento digital de luz (DLP).

Neste artigo, vamos explicar como funciona o uso de resinas para impressão 3D, quais são os principais tipos e qual é o melhor material para esse tipo de impressão.

Acompanhe a leitura!

Tipos de resinas para impressão 3D

Antes de entender quais são os tipos de resinas para impressão 3D, é importante entender como funciona esse processo.

A impressão 3D funciona a partir de dois métodos principais, que são o SLA e o DLP. Nos dois, a produção é bastante semelhante.

Basicamente, a resina é processada, depois endurecida, e aplicada em camadas até que seja formado o objeto sólido final.

A principal diferença entre as duas impressoras 3D é que a tecnologia SLA utiliza laser para curar a resina, enquanto a DLP usa luz para o mesmo processo.

Existem diversos tipos de resinas, que são aceitos por diferentes impressoras, e que são capazes de produzir diferentes objetos.

Conheça quais são:

Resina Padrão

A resina tipo padrão é a mais simples que existe, pois possui características mais básicas, não sendo assim recomendada para usos mais complexos.

As resinas padrão são utilizadas por iniciantes em projetos de impressão 3D, geralmente na fabricação de protótipos simples, miniaturas e elementos decorativos.

Por ser uma resina de impressão 3D simples, pode ser encontrada mais facilmente e em uma maior variedade de marcas.

Assim como qualquer outra resina, ela se destaca por ser bastante rica em detalhes, mas ainda sofre o perigo de ser danificada.

Resinas dentais

tipos de resina 3d

As resinas dentais estão cada vez mais sendo utilizadas na odontologia, tanto para produção de próteses, dentaduras, coroas, quanto para produção de moldes para estudo.

Por conta da impressão 3D em resina, é possível economizar tempo e até mesmo dinheiro, pois o custo de fabricação pode ser relativamente menor.

É importante ressaltar que as resinas dentais precisam ser biocompatíveis. Isso significa que elas podem ser seguras para o uso em constante contato com o corpo humano.

Resinas flexíveis

As resinas flexíveis são conhecidas por serem flexíveis como borrachas. De acordo com a necessidade, esse tipo de resina produz objetos que podem dobrar facilmente, sem quebrar.

Existe outra opção, que pode ser encontrada em filamentos, outro material bastante utilizado para impressão 3D.

Resinas de engenharia/industriais

As resinas costumam ser um material menos resistente. No entanto, um modelo mais flexível e resistente foi desenvolvido.

Assim, as resinas para impressão 3D possibilitaram a produção de ferramentas e artefatos para indústria, sobretudo a de engenharia.

Além de serem menos frágeis, as resinas industriais também possuem maior resistência térmica, resistindo assim à altas temperaturas.

Resinas resistentes a altas temperaturas

Dentro da categoria de resinas industriais podemos citar as resinas resistentes a altas temperaturas. Este tipo de resina é conhecido por sua aplicação em situações de temperatura elevada.

Por isso, ela pode ser utilizada na produção de ferramentas para passagem de ar quente, ou fundição, por exemplo.

Resinas laváveis ​​com água

As resinas laváveis com água se diferenciam das resinas comuns, que precisam de álcool isopropílico para finalização de protótipos. 

Esse modelo, por sua vez, costuma levar menos tempo para curar. Além disso, elas apresentam menos odor, e um acabamento mais seco.

Resinas de fonte renovável

As resinas de fonte renovável são um modelo sustentável, que busca reduzir a emissão de carbono e o uso de produtos à base de petróleo, que é um combustível não-renovável.

Por isso, elas são formuladas com grande parte de compostos vegetais, biodegradáveis e atóxicos.

Como escolher resina para impressora 3D?              

A resina para impressora 3D ideal para a sua produção é aquela que possui as características mais adequadas ao uso desejado.

Ou seja, para produtos odontológicos, não se pode utilizar uma resina tradicional, pois ela não conta com características especiais para tal uso.

Na produção de peças industriais, por exemplo, será preciso usar uma resina mais resistente, logo que trata-se de um material não tão resistente quando em sua composição mais simples.

Assim, a resina para impressora 3D escolhida deve ser aquela que atende às necessidades de sua produção.

Qual o material mais resistente para impressão 3D?              

Existem dois principais materiais utilizados para impressão 3D, que são os filamentos e a resina. 

Cada um desses materiais são processados por tecnologias diferentes. Enquanto a resina funciona em impressoras SLA e DLP, os filamentos são utilizados em impressoras FDM (Fused Deposition Modeling).

A impressora FDM funciona a partir da extrusão dos filamentos, que se tornam macios e então passam a ser moldados em camadas, de modo a formar o objeto 3D.

A principal diferença entre a impressão FDM para impressão SLA ou DLP, é que a última opção consegue entregar uma melhor resolução.

Isso porque a resina é capaz de construir objetos com maior precisão. O resultado final é que eles contam com uma maior quantidade de detalhes.

Além disso, a impressão com resina é capaz de produzir peças menores, com um melhor acabamento.

Como imprimir diferentes tipos de resinas 3D?

resinas para impressão 3D

A impressão com diferentes tipos de resinas deve ser realizada de acordo com a configuração correta da impressora 3D.             

Cada tipo de resina conta com um comprimento de onda, que é especificado na embalagem. 

A partir dessa informação, o conhecimento prévio na manipulação de uma impressora 3D, e as indicações de uso disponibilizadas pelo fabricante, é possível saber como usar uma determinada resina.

De qualquer forma, o passo a passo para impressão 3D com resinas, independente do tipo, funciona quase sempre do mesmo modo. Confira:

Projeto 3D para impressão                      

É necessário, primeiramente, produzir um modelo de impressão 3D, por meio de softwares CAD. Caso queira testar um modelo já existente na internet, fique à vontade.

É preciso configurar o suporte da peça e também a altura de cada camada. Vale ressaltar que quanto menor a altura, maior a resolução e os detalhes da peça.      

Impressão 3D

Nessa etapa começa a impressão de fato. É preciso inserir a resina da forma indicada no reservatório da impressora.

Não esqueça de utilizar Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), como luvas, máscaras e óculos, pois a resina pode ser tóxica.

Ao ativar a impressora, ela realizará o processo por conta própria.

Acabamento              

O acabamento se inicia a partir da retirada da peça. Depois, é necessário limpá-la em uma solução de álcool isopropílico.        

O próximo passo é o de retirar os suportes. Utilize a sua ferramenta preferida, que pode ser um alicate, por exemplo. Algumas pessoas costumam lixar o objeto.

Por fim, é preciso finalizar a cura da peça, que geralmente acontece por meio da exposição aos raios UV, em uma cabine específica.

Você procura as melhores resinas para impressão 3D? Então precisa conhecer os produtos da Monile.io.

A Monile.io é uma empresa que comercializa resinas UV para impressoras DLP/MSLA.

É possível contar com resinas de fonte renovável, resinas para engenharia e resinas de impressão rápida, sem perder a qualidade, é claro.

Caso você procure uma resina mais específica para a sua produção, pode contar com a Monile.io para elaboração de uma nova fórmula!

          

Conclusão          

As resinas para impressão 3D podem ser encontradas em diferentes tipos, os quais apresentam características únicas, ideais para aplicações no ramo industrial, de engenharia, odontológico e muitos outros.

Em comparação com os filamentos, as resinas são capazes de produzir materiais mais ricos em detalhes, com um melhor acabamento.
Acompanhe o nosso blog para conferir conteúdos relevantes e atualizados sobre impressão 3D!